Total de visualizações de página

Pesquisar este blog

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Preço Justo R$ 2,20 x Monopólio R$ 3,90.

Passagem de R$ 3,90 gera confusão em Santa Izabel

Motoristas dos micro-ônibus da empresa de Americano fecharam, agora a pouco, o cruzamento da rodovia PA 140 com as avenidas: República e Marechal Deodoro em protesto contra perseguição. A população está apoiando a manifestação e com razão. Pois queremos preços justos para que possamos fazer viagens a capital
Foto Jander Hungria.

NOTÍCIA EXTRAÍDA DO DIÁRIO ON-LINE.

Terça-Feira, 11/12/2012, 16:03:26 - Atualizado em 11/12/2012, 17:35:51

Tamanho da fonte: A- A+
Motoristas e cobradores de ônibus do município de Santa Izabel do Pará, na Região Metropolitana de Belém, promovem uma manifestação na tarde desta terça-feira (11) contra uma empresa que realiza o transporte de passageiros cobrando mais caro que os ônibus autorizados pela Prefeitura. A passagem, que deveria ser de R$ 2,20, foi aumentado para R$ 3,90.
Dezenas de manifestantes seguem rumo à rodovia PA-140, chamando a população para impedir o tráfego de veículos. O objetivo do protesto é chamar a atenção do valor da passagem, considerada absurda pela categoria.
Os ônibus que fazem linha para a prefeitura cobram o valor de R$ 2,20 para trafeagar até o município de Ananindeua. Contudo, de acordo com Fernando Gama, funcionário de transporte da cidade, uma única empresa cobra o valor de R$ 3,90.
"Esta empresa age por conta própria e cobrando este valor absurdamente caro. Quem sai prejudicado com esse preço é a própria população. Queremos que eles rodem no mesmo valor", disse o funcionário.
Já o proprietário da empresa Transporte Americano, Adriano Alves, reclamou junto à Agência de Regulação e Controle de Serviços Públicos do Estado (Arcon-PA), responsável pelo transporte público no Estado, que os demais ônibus estão rodando em Belém e só teriam autorização para ir até Ananindeua.
"O único retorno que temos para voltar a Santa Izabel é o da travessa Tavares Bastos e esta outra empresa fez fotos dos nossos veículos e enviou à Arcon, que, por este motivo, apreendeu dois ônibus nossos na manhã de hoje (11) e nos impediu de fazer linha", explicou o proprietário.
A categoria já entrou em contato com a Arcon, que disse que vai dar um posicionamento sobre o caso até amanhã (12).
O DOL tentou contato com a Arcon, mas ninguém foi encontrado para falar sobre o assunto. A empresa que cobra o valor de R$ 3,90 pela passagem de ônibus também foi procurada, mas nenhum responsável foi localizado.
(Brunno Gustavo/DOL)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários