Total de visualizações de página

Pesquisar este blog

sábado, 26 de outubro de 2013

Cavalo come grama da Praça da Bíbila (ou burrico)


Na manhã de hoje, foi flagrado por internautas izabelenses uma carroça estacionada na recente "mini" praça da Bíblia onde um cavalo ( ou Burrico) come a já escassa grama verde que há por lá.
Deixo um texto do grande poeta brasileiro, Carlos Drummond de Andrade:
"PARÊMIA DE CAVALO"

Cavalo ruano corre todo o ano
Cavalo baio mais veloz que o raio
Cavalo branco veja lá se é manco
Cavalo pedrês compro dois por mês
Cavalo rosilho quero com filho
Cavalo alazão a minha paixão
Cavalo inteiro amanse primeiro
Cavalo de sela mas não pra donzela
Cavalo preto chave de soneto
Cavalo de tiro não rincho, suspiro
Cavalo de circo não corre uma vírgula
Cavalo de raça rolo de fumaça
Cavalo de pobre é vintém de cobre
Cavalo baiano eu dou pra fulano
Cavalo paulista não abaixa a crista
Cavalo mineiro dizem que é matreiro
Cavalo do sul chispa até no azul
Cavalo inglês fica pra outra vez.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários