Total de visualizações de página

Pesquisar este blog

terça-feira, 17 de julho de 2012


OS JOVENS E O FUTURO



      Creio que os cidadãos de bom senso sabem, por terem vivido ou por informações , que esta terra foi vítima de uma politicagem atróz, o que lhe condenou por vários anos à estagnação.
     Até a década de 70, ainda vivia-se o Período Ditatorial e o líder de todo aquele processo estagnativo (que era deputado estadual), aninhara-se na Arena e por esse motivo, o município era mais uma vez ignorado pelos militares, por não ceder aos caprichos do citado parlamentar, e elegia por algumas vezes, prefeitos do partido contrário, o MDB-Movimento Democrático Brasileiro -cujos gestores eram simplesmente desconsiderados pelo Regime, por motivos óbvios.
    Ora, se o município fora arruinado, refém de uma descaracterizada política por cerca de 40 anos, logicamente que seus efeitos perdurariam por longos anos, tal uma bomba de Hiroshima.
     Não há portanto necessidade de dizer, que isto afetou o nosso município de forma abrupta e cruel, destruindo toda a sua estrutura política, social e econômica e naturalmente acabava com o sonho de algumas gerações.
    Porém o município começava respirar depois do desastre, com Antonio Romão que conseguia uma certa abertura com o governador revolucionário Alacid Nunes, que cientificado das agruras perpetradas (pelo citado deputado), sendo este gestor atendido com alguns recursos, no fim dos anos 70.
     É verdade que se pode excetuar algum período, porém a maior parte desses 78 anos de existência, Sta. Izabel não contou com uma política (ou políticos) que tivessem a capacidade de trasformar, fazendo-nos  esquecer a tal politicalha, que naturalmente fora a causa de tudo isso.
     Hoje quando vemos um quadro que muito se assemelha ao de outrora,onde as instituições enfraquecem-se, tornando-se presas fáceis a caprichos ou interesses e, um povo do outro lado, esperando por representantes e promessas, sem obter a resposta de melhorias, que seriam traduzidas na certeza de seu bem-estar, só pode nos entristecer .
    Não preciso dizer que minha geração,(bem como outras), fora tolhida e relegada ao menosprezo, apanhada que foi de surpresa, e a história existe para termos base à noções futuras. A nossa juventude aí está, para não deixar que voltemos a tempos tão degradantes, como tive a infelicidade de viver. 
   Acredita-se portanto, nesse número significativo de jovens, que se preparam para a vida e uma vez preparados erguerão esta bandeira, a um pleno futuro, aniquilando assim, a incompetência política,que infelizmente ainda reina em nossa querida Sta. Izabel.
fonte: blog do lino.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários