Total de visualizações de página

Pesquisar este blog

terça-feira, 14 de junho de 2011

Salame diz que PPS em Santa Izabel deve ter candidatura própria em 2012


O PPS há que ter, em 2012, candidato próprio à Prefeitura Municipal de Santa Izabel do Pará, município da Região Metropolitana de Belém. O partido, presidido pelo deputado federal Arnaldo Jordy, ainda não tem nem nomes para lançar, mas, com a participação ativa do deputado estadual João Salame Neto, líder da legenda na Assembléia Legislativa do Estado do Pará (Alepa), já está se articulando para a disputa. Não só dessa prefeitura, mas de muitos outros municípios. Na terça-feira passada, à noite, Salame reuniu-se com cerca de cem lideranças políticas de Santa Izabel, para ouvir os clamores de cada um ali presente, em nome das suas comunidades, e para dizer-lhes qual a estratégia do partido doravante para alcançar os seus objetivos.
“Em primeiro lugar – disse Salame, após ouvir todos os que quiseram se manifestar, sem limitação de tempo –, vocês devem saber ouvir e interpretar quais são os sentimentos e os desejos da população de Santa Izabel. Ouçam o povo com sabedoria que vocês vão saber conduzir o processo”. O parlamentar teve 254 votos naquele município. Salame atribuiu essa votação – expressiva, para quem passou apenas duas vezes pelo município durante a campanha, até mesmo por não ser o seu reduto eleitoral –, ao empenho dos militantes do PPS local e ao reconhecimento dos eleitores à atuação ética que, junto com o deputado Jordy, sempre teve e que é uma das características do PPS em todos os níveis.
“Ultimamente, vocês tem visto inúmeros escândalos nacionais e regionais envolvendo o nome de políticos. É mensalação, é cuecão, tudo que se possa imaginar. Mas vocês não viram o nome de nenhum deputado, ministro, governador ou vereador do PPS envolvido nessas falcatruas”, enfatizou Salame, para dizer que os dirigentes do seu partido, em Santa Izabel, não devem aceitar filiação de pessoas que tenham se envolvido em malversação do dinheiro público, crimes de quaisquer natureza, sobretudo contra crianças, adolescentes e mulheres.
As lideranças reagiram com entusiasmo e apresentaram sua agenda de atividades, com vistas a reorganizar o PPS em Santa Isabel. Também questionaram o deputado acerca da sua posição em relação à criação dos Estados dos Carajás e Tapajós. Salame falou cerca de uma hora mostrando todas as vantagens que advirão com as novas unidades federativas, e parece ter conquistado muitas adesões à causa que mais o tem ocupado ultimamente.
A presidente da comissão provisória do PPS em Santa Izabel, Gorete Almeida, o ex-vereador Edvaldo Correa Lima, o Vadico, o ex-vereador Bingo, de Caraparu, o empresário José Leão, Marinaldo Galdino, da Associação dos Moradores de Bairro Novo; Francisco Ferreira de Castro, o Chiquinho,do bairro das Acácias, o advogado Ricardo Holanda, representante da OAB; Afonso Braga do Carmo, o Fon, Gilson Freitas e tantos outros usaram da palavra, expondo os problemas locais e queixando-se muito, mas muito mesmo do prefeito Mário Kato (PMDB) e dos petistas remanescentes na administração estadual. Porém, a principal queixa foi quanto a distribuição de casa construídas pela Cohab. Segundo as denúncias, houve muito desvio e até traficante foi contemplado enquanto trabalhadores carentes que estavam inscritos foram preteridos, pelos critérios dos comandantes da ação, todos do PT.
Blog do João Salame

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários