Total de visualizações de página

Pesquisar este blog

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Égua de Nós, Destrição da Tibiriçá.

ARTE E POLÍTICA: SENSIBILIDADE


Quando da derrubada do patrimônio histórico Ponte do Tibiriçá, fizemos um movimento político para chamar a atenção da sociedade para a ação destrutiva do poder executivo e para a omissão igualmente destrutiva do poder legislativo. Foi um evento que atingiu muito bem seu objetivo, conseguimos mostrar para a sociedade que um pantrimôno com valor histórico da nossa cidade não poderia vir ao chão como aconteceu com a ponte.

Para 2012 o compositor izabelense Bitar compôs o samba-enredo da Égua de Nós tendo como inspiração o nosso protesto. A letra que o Bitar compôs é uma obra de arte rica em sensibilidade, ele conseguiu alongar o nosso protesto sem ser panfletário como o foi o nosso movimento.

O Bitar é um grande compositor, transformou uma questão política em poesia. Todas as pessoas que escutam o samba-enredo se arrepiam, outras choram.

Escutando o samba do Bitar que eu entendi a grande força que é a arte, fizemos o movimento político, mas não conseguimos sensibilizar todas as pessoas, a letra do Bitar vai chegar ao coração daqueles que não se importaram com a destruição da nossa histórica ponte ou que foram a favor, a letra nos faz refletir com maior emoção o acontecido.

É chocante oubir o verso: Tibiriçá, quem não viu, não vai ver mais. Nos dá conta de que agora, as futuras gerações só irão ouvir falar de uma ponte onde as pessoas frequantavam para namorar, isso não acontecerá mais, pois a ponte não mais existe, foi derrubada por aqueles que deveriam zelar pela sua preservação.

Fizemos o movimento político, o Bitar fez a obra de arte, faltava casar uma coisa coma  outra, para que se tornasem una. Quem fez isso foi o Tiago e o Diego Sousa que montaram um belo vídeo com imagens relevantes ao tema, tendo o acompanhamento do samba do Bitar. Ficou um belo vídeo, que eu considero a cereja do bolo.

Escute o samba e divulgue, vamos fazer deste samba um hit de nosso carnaval, façamos isso pela nossa memória, pelas gerações que ainda nascerão, façamos isso pela nossa identidade de izabelense.

Fonte: Blog do Bruno Marques.

COMENTÁRIOS DO DENIS BRAGA:

FIQUEI MUITO EMOCIONADO COM ESSA MONTAGEM E O SAMBA ENREDO QUE PARECE TER SAÍDO NA HORA EM QUE LUTÁVAMOS POR NOSSA HISTÓRIA E DIGNIDADE DO SER HUMANO DE TER UMA HISTÓRIA PARA SER VIVIDA NAS PRESENTES E FUTURAS GERAÇÕES, MAS AGORA SÓ SERÁ UMA LEMBRANÇA...

FICOU UM PAI D' ÉGUA ESSE VÍDEO.

-DESTRUÍRAM A TIBIRIÇÁ! ÉGUA DE NÓS!

2 comentários:

  1. É, mais também tem as homenagens aos combatentes izabelenses da 2ª guerra mundial que tiveram seus nomes homenageados na praça do Expedicionário, praça matriz, que após a "reforma" não colocaram as placas de volta. Mais uma barbária e desrespeito as nossas memórias.

    ResponderExcluir
  2. Adorei, agora preciso da letra da musica e alguns detalhes da historia da ponte para por no blog do Laboratorio de Demicracia Urbana.
    Aguardo.
    Obrigada
    a Presidente

    ResponderExcluir

Comentários