Total de visualizações de página

Pesquisar este blog

quinta-feira, 24 de março de 2011

Marinor ataca a corrupção. E cita Jader Barbalho.

INDIGNAÇÃO

Senadora diz que o Pará não merece 'ladrões' com representantes

BRASÍLIA

THIAGO VILARINS

Da Sucursal

Assim que o ministro Luiz Fux concluiu a leitura de seu voto e posicionou-se contra a aplicação da Lei da Ficha Limpa para as eleições de 2010, a senadora Marinor Brito (PSOL-PA), emocionada, disse a O LIBERAL que a decisão era um retrocesso ao processo democrático brasileiro. Segundo ela, além de ir contra uma vontade popular, a disposição do Supremo Tribunal Federal (STF) prejudicava o enfrentamento da corrupção no País.

Durante toda a entrevista, a senadora agradecer ao eleitorado do Estado. 'Não posso deixar de agradecer a confiança do povo do Pará. Tenho certeza de que nesse período que estou aqui no Senado fiz a diferença, mostrando que é possível atuar na vida pública com ética, de forma honesta. O Estado do Pará não merece ser representado por pessoas desonestas, por ladrões', finalizou.

'O povo brasileiro, em especial o povo paraense, recebe com muita tristeza e indignação a decisão do Supremo. É o primeiro momento da história política do País que o povo tem uma participação direta nas decisões e escolheu o processo eleitoral, através do ficha limpa, porque queria varrer da política a corrupção, os ladrões do nosso Estado e do nosso País. Mas a decisão do Supremo não favorece o avanço da democracia porque questiona uma decisão de origem popular, não ajuda no enfrentamento do processo de corrupção histórica que tem no nosso País e no nosso Pará', disse.

fonte o liberal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários