Total de visualizações de página

Pesquisar este blog

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

BUENOS AIRES


EM BUENOS AIRES: UMA NOVA EXPERIÊNCIA.

Prometi que quando viesse a Buenos Aires, passaria a escrever minhas experiências aqui. Como dizem os porteños "Me quedare por a cá" uns meses e terei bastante tempo para registrar um pouco da história deste país neste Blog. Mas vamos falar da viagem. Aprendi uma coisa importante em se tratando de sair do Brasil para outro país: é complicado levar muitas bagagens. No  Brasil, tudo bem. Mas quando chegamos ao AEROPARQUE (Buenos Aires) a situação foi um pouco complicada. Tivemos que abrir todas as malas e bolsas pra sermos liberados com as Boas Vindas desejadas. No Brasil, na saída de São Paulo pra Buenos Aires, aprendi que não se pode levar mais do que 100 ml de perfumes ou similares, por frasco, na bagagem. Foi um mico tirar frasco por frasco da valise. Tiramos os que tinham mais do que o permitido e, graças a Deus, essa bagagem foi em outro lugar. Vamos considerar também que é minha primeira viagem para o exterior, não é? Com tantas bagagens, chegando ao AEROPARQUE, preferimos o serviço chamado aqui de REMIX, que é um tipo de táxi alternativo, mais barato. Por $ 100,00, chegamos ao nosso destino, San Telmo (deste bairro falo em outra postagem). Por falar em plata, o REAL aqui tá em alta. Um real custa dois pesos e cinquenta centavos. Muito bom!!! A inflação aqui reflete a crise econômica que o país passa, mas o custo de vida é similar ao do Brasil. Inclusive achei muita coisas mais baratas aqui. O ônibus aqui é muito barato, 1 peso e 25 centavos. Ah, aqui as pessoas ficam em fila nas paradas e ninguém fica se empurrando pra entrar no coletivo. Não tem cobrador. Entramos e dizemos ao motorista o valor que vamos depositar na máquina e ele libera a passagem. Sim, uma coisa, não invente de entrar no coletivo com dinheiro de papel. Tem que ser em moeda e trocadinho. Percebi que as pessoas fazem isso automaticamente. Bem... Por enquanto, é isso. Até breve. 

Fonte: Blog Tantas Histórias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários