Total de visualizações de página

Pesquisar este blog

domingo, 10 de abril de 2011

11 mil podem perder Bolsa Família no Pará

11 mil podem perder Bolsa Família no Pará (Foto: Adauto Rodrigues)

Meive Piacezi, da Sedes, reforça chamado para o recadastramento (Foto: Adauto Rodrigues)



No Pará, 691.830 famílias recebem os benefícios do Programa Bolsa Família. Porém, deste universo, 11.384 estão em situação irregular e podem perder a bolsa. A baixa frequência escolar e o não cumprimento da agenda de saúde, que são os critérios exigidos pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), são os motivos. No total, 228 bolsas já foram canceladas.

“Antes de ter o cancelamento, o beneficiado recebe uma advertência e, se não cumprir, recebe outra. Depois vem o bloqueio e, se mesmo assim não for regularizada a situação, a família recebe advertências. Aí (o benefício) é cancelado”, explicou Meive Piacezi, secretária adjunta da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social (Sedes).

Atualmente, 7.009 famílias receberam advertências, 2.735 estão com benefício bloqueado, 923 levaram a primeira suspensão, 459 com a segunda suspensão. “O prazo para a regularização é de 2 anos e é muito tempo dado pelo governo, mesmo assim as famílias não comparecem”, disse Meive Piacezi.

Os beneficiários precisam cumprir as contrapartidas do programa. Na educação, é a frequência mínima de 85% das aulas para crianças e adolescentes de 6 a 15 anos e de 75%, para jovens de 16 e 17 anos. Na área de saúde, a manutenção da vacina em dia, registro do peso e da altura das crianças de até 7 anos e a realização do pré-natal pelas beneficiárias gestantes garantem o benefício. (Diário do Pará
)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários