Total de visualizações de página

Pesquisar este blog

segunda-feira, 31 de outubro de 2011


QUEM VOLTA? II


A eleição do vereador Boró não foi surpresa para ninguém, há duas eleições seguidas ele fazia mais votos que alguns vereadores eleitos. Na primeira teve mais de 400 votos, mas perdeu a vaga para o Ceará, naquele pleito o PFL fez 1 vereador apenas. Na segunda, já com o DEM, ele teve voto, mas o partido não fez o coeficiente. Na terceira não escapou, ele conseguiu uma boa coligação e aumentou seus votos. Foi eleito.

De onde o Boró tira seus votos?

O Boró é um vereador do tipo que está em moda no Brasil. Diante da precariedade do sistema de saúde pública de nosso país, muitas pessoas conseguem canal para realizar exames e operações, são verdadeiros despachantes da saúde.

O Boró tem há tempos o apoio do Deputado Márcio Miranda que atende aos encaminhamentos do Boró. Ao longo de dez anos fazendo isso não tem como não conquistar uma capilaridade eleitoral fiel. Salvar vidas, resolver problema de saúde das pessoas sempre deu voto.

Além disso e por isso o Boró tem uma liderança consolidada com muitas famílias de Americano principalmente. Com esse serviço de assistência social o vereador conseguiu não depender só do prefeito para manter seu eleitorado.

Outro ponto positivo para o Boró é que ele foi eleito pelo serviço de saúde que presta à comunidade, não para mudar a realidade da comunidade dele. O que os eleitores do Boró esperam dele é que ele continue atendendo o povo. Diferente de outros vereadores que são eleitos pela comunidade, porque os comuns querem ruas melhores, mato roçado, o bairro organizado, o Boró não carrega essa expectativa por parte de seu eleitorado.

Por considerar que a base eleitoral do Boró é consistente como se mostrou ao longo de sua trajetória, acredito que ele não vá sofrer o revés eleitoral que é comum ao vereador que se lança à reeleição, pois uma coisa é a eleição, outra é a reeleição; esta é muito mais difícil que aquela.

Do meu ponto de vista o Boró também deve voltar para a próxima legislatura, principalmente se forem as 15 vagas de fato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários