Total de visualizações de página

Pesquisar este blog

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

barra

Novos segurados são barrados no PAS



Saúde - Falha técnica impediu inclusões de usuários, admite secretário da Sead

Estão impedidos de utilizar os serviços do Plano de Assistência à Saúde (PAS), do governo do Estado, cerca de 2,5 mil usuários, entre servidores públicos e seus dependente, por causa de uma "falha técnica e operacional", conforme explicação do secretário de Estado de Administração, Wilson Figueiredo. Os prejudicados são futuros usuários, que não puderam ser incluídos no sistema. "Em momento algum houve desligamento ou impedimento. Por causa de uma falha de ordem técnica e operacional, não pôde ser feito o registro desses servidores, ou seja, eles não chegaram a aderir ao plano", justificou Figueiredo. "Na realidade, essas pessoas fizeram a solicitação, mas não puderam ingressar no PAS porque não houve registro", completou o secretário.

Ainda de acordo com a Secretaria de Estado de Administração (Sead), também não ocorreu desconto na folha de pagamento. Para solucionar o problema, a Sead, em conjunto com a empresa Processamento de Dados do Estado do Pará (Prodepa) e o Banpará, responsáveis pelo Sistema de Gestão Integrada de Recursos Humanos (SIGIRH), vai enviar, ainda este mês, correspondências para os servidores prejudicados, que terão suas situações regularizadas. "O servidor terá a opção de pagar de uma só vez os valores correspondentes a setembro, outubro e novembro e começar a utilizar o plano imediatamente ou começar a pagar agora e aguardar os 90 dias de carência", explicou Figueiredo.

Procurado pela reportagem de O Liberal, a assessoria de comunicação do Instituto de Assistência aos Servidores do Estado do Pará (Iasep) informou, em nota, que as inclusões ou exclusões no PAS são feitas através da Sead, responsável pelo registro dos servidores no SIGIRH. As falhas apontadas pelos segurados teriam sido informadas imediatamente aos órgãos responsáveis pelo sistema. O problema ocorreu nas inclusões solicitadas entre outubro e novembro deste ano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários