Total de visualizações de página

Pesquisar este blog

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

1 ano de formado e prédio desabado


Carlos Otávio Lima Paes Júnior, o engenheiro responsável pelas obras do prédio que desabou no último sábado, concluiu o curso de engenharia civil há apenas um ano pela Faculdade Ideal (Faci). O Real Class, no entanto, seria o segundo o edíficio a ser entregue pelo incipiente engenheiro. O edifício Intendente Antonio Lemos, localizado na travessa Tupinambás com a Mundurucus, foi a primeira obra sob responsabilidade de Carlos Otávio Júnior, então estudante de engenharia. As informações foram fornecidas ontem à tarde, durante o pronunciamento de Carlos Otávio Lima Paes, dono da Real Engenharia e pai do engenheiro responsável pelo Real Class, Carlos Otávio Júnior.

As semelhanças entre o Real Class e o edifício Intendente Antonio Lemos não se restringem ao engenheiro responsável pela obra. O laudo de sondagem do terreno e a fundação das obras foram feitas pelas mesmas empresas terceirizadas pela Real Engenharia: Geofort Fundações e Solotécnica Engenharia, respectivamente. Questionado sobre a inexperiência de Carlos Otávio Júnior e sobre a qualidade das fundações feitas nos dois edíficios, o proprietário da Real Class afirmou ter total confiança no trabalho do filho.


"Meu filho era o engenheiro residente do Real Class. Isso significa dizer que ele passava oito horas diárias na obra. Na sexta-feira, ele chegou a almoçar lá. Esta é a maior prova de que a obra não apresentava nenhum sinal de colapso. No Antônio Lemos moram meus três únicos filhos. Lá está minha verdadeira fortuna", destacou Carlos Otávio Lima Paes, como forma de garantir a qualidade da obra. O empresário, que também é engenheiro civil, destacou ainda ser precipitado falar em causas do acidente.

fonte: o liberal

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários